Investiga-se se a estrutura poderá ou não ser recuperada.

Mais uma vez uma ponte colapsa na Colômbia, especificamente no Departamento de Santander. Trata-se da ponte Hisqaura, de 653 metros de comprimento e que havia sido apresentada como a ponte mais extensa e segura de América do Sul.

puente hisgaura

A estrutura, a cargo da empresa espanhola Sacyr, dobrou-se como uma sanfona. A investigação que dirá se será possível recuperar ou não a estrutura, deve ficar pronta em, no máximo, um mês e meio.

O projeto teve custos de cerca de US$33 milhões e foi financiado pelo Fundo de Adaptação Nacional e pela construtora espanhola. Os trabalhos iniciaram-se em 2015 e a inauguração estava prevista para os próximos meses, no entanto, um relatório técnico aponta que uma das vigas principais sofreu uma distensão, situação desmentida pela Sacyr, que afirma que a forma de sanfona das bordas da ponte é uma situação que acontece em pontes similares em qualquer lugar do mundo.

“Em geral, existem três causas pelas quais uma ponte poderia colapsar: estrutura mal desenhada, utilização de materiais inadequados e falhas na construção”, explica Julián Cardona, ex-presidente da Associação Colombiana de Engenheiros (Aciem), quem comenta que mesmo não sendo possível determinar o que aconteceu sem uma investigação profunda, a elongação da estrutura é evidente.

“Pode ser que, se as cargas não estiveram bem distribuídas, houve um alongamento adicional na parte da estrutura, justamente por falha de equilíbrio da mesma ponte”, explicou Cardona.