A fabricante é pioneira no mercado brasileiro a oferecer equipamentos compactos com zero de emissão.

A Wacker Neuson dá um salto importante para a redução das emissões no canteiro de obras. A fabricante acaba de lançar no mercado brasileiro dois novos equipamentos elétricos: a placa vibratória compactadora modelo AP1850e, e os compactadores elétricos modelos AS50e e AS30e. A letra “e” verde na nomenclatura dessas máquinas significa emissões zero, mais conforto na operação, e alto desempenho. Com isso, a Wacker torna-se a primeira no mercado brasileiro a oferecer equipamentos compactos com zero de emissão.

Wacker Neuson

A motorização elétrica representa uma evolução importante para a indústria da construção. “As cidades estão cada vez mais exigentes no controle das emissões de CO2”, observa Roberto Martinez, diretor-presidente da Wacker Neuson Brasil.

“Especialmente no caso de empresas locadoras, esses equipamentos de emissão zero são um complemento interessante na frota, já que muitos clientes precisam de máquinas com configuração específica para determinados projetos, como restauração de construção de interiores, obras em locais fechados e túneis, que estão sujeitas a normas rígidas no que diz respeito ao cumprimento de emissões de gases e ruídos”, complementa.

Emissão zero

Com um equipamento de emissão zero o cliente pode aumentar a rentabilidade ampliando o escopo de trabalho, já que se utiliza a mesma bateria tanto para a placa vibratória como para os compactadores elétricos. De acordo com Stefan Pfetsch, gerente da Wacker Neuson Produktion GmbH & Co.KG em Reichertshofen, durante o processo de desenvolvimento desses equipamentos houve estreita colaboração e parceria dos clientes.

“Com a nova linha de equipamentos elétricos, a Wacker Neuson dá um passo importante para incorporar, em médio prazo, uma solução sem emissão de gases aos seus principais produtos”, garante Pfetsch.

Outro ponto importante, segundo ele, é a redução dos custos operacionais. Por serem elétricos, não requerem as típicas intervenções de manutenção obrigatórias exigidas aos modelos convencionais. Também proporcionam economia de até 70% em custos de energia.