A técnica de construção permite economizar até 30% em tempos de execução.

Os projetos habitacionais vêm crescendo na América Latina e no Caribe durante os últimos anos e, com isso, a necessidade de várias indústrias da região priorizar a agilidade no processo de construção. Devido a isso, o Steel Framing, sistema mais moderno e eficaz que outros modelos tradicionais de edificação, está ganhando espaço no mercado da construção em seco.

steel framing

Branly Rodríguez, Gerente Regional para a América Latina da Framecad, explicou ao jornal eletrônico La República, que o Steel Framing “é uma estrutura leve a base de aço, normalmente galvanizado. São recobrimentos de aço, de lâminas finas, que vão de 0,75 mm até 2,00 de espessura. A partir daí, é gerada uma conformação em frio, o que tem permitido a construção de edifícios de até seis andares na América Latina. Trata-se de um sistema apto para todo tipo de obras”.

A implementação do Steel Framing reduziu em 30% os tempos das obras, gerando uma economia de entre 8% e 14% em custos indiretos como desperdícios, impostos e seguros e manutenção de equipamentos, entre outros. Devido a isso, o sistema está se posicionando como um dos principais sistemas para construções na região.

Em cifras, segundo Rodríguez, o incremento dessas obras desde o México até o Panamá foi de 15%, enquanto na América do Sul chegou a 18% nos últimos quatro anos. “Na Colômbia, projetamos que o crescimento nos seguintes quatro anos seja de entre 15% e 22%, impulsado pela utilização do Steel Framing em regiões como Antioquia e Atlântico”.

Vale lembrar que o país tem um déficit habitacional de 5,2%, segundo o Ministério da Moradia do país. “Na Colômbia estão sendo discutidas as normas de desenho e vários grêmios estão promovendo o consumo do aço, um dos primeiros índices de desenvolvimento de um país, o que será útil para a expansão do Steel Framing”, disse Rodríguez.

No Chile, por exemplo, foi criada uma regulamentação de aço laminado a frio, enquanto o Brasil e a Argentina estão revisando suas normas. Peru e Equador, no entanto, países tradicionalistas em suas técnicas e com um déficit habitacional importante, estão propondo a utilização do Steel Framing para superar esse problema.