A colombiana Mincivil está utilizando equipamentos Liebherr para a rodovia Mosquera – Balsillas. 

liebherr_lrb355_mosquera_1

A Mincivil utiliza uma LRB 355 para instalar os pilares de pontes em Mosquera.

O consorcio Conexión del Tequendama, empresa contratada por Mincivil (75%) e Topco (25%), é o responsável pelo projeto para ampliar a rodovia Anapoima-Mosquera, na Colômbia. O projeto implica a incorporação de uma terceira pista em um trecho de 37,1 quilômetros e a conversão de uma parte em pista dupla por cerca de quatro quilômetros.

A iniciativa, licitada pelo Instituto Nacional de Rodovias (Invías), tem um prazo de construção de 48 meses (a finalizar em 2021) e beneficiará as populações de Girardot, Tocaima, Apulo, Anapoima, La Mesa, Tena, Bojacá e Mosquera, Alto Magdalena, Tequendama, Sabana de Occidente, Bogotá e os municípios do sul de Tolima, Huila e Caquetá.

Este projeto de infraestrutura rodoviária, cujo custo é perto de US$ 200 milhões, considera também a construção de quatro pontes. É precisamente nestas tarefas em que a Liebherr está tendo um papel essencial, visto que o consórcio está usando dois equipamentos da alemã para realizar os trabalhos de cimentação profunda e instalação dos pilares de fundação.

Fundações

Daniel Rodriguez, diretor de negócios da unidade de fundações da Mincivil, afirmou que “só a Liebherr entra em consideração com condições de solo tão duras. Estas são condições difíceis e um verdadeiro desafio para a máquina”. Para poder trabalhar de maneira eficiente em tais condições, a escolha do equipamento apropriado era fundamental.

Utilizando o método de perfuração de Kelly, a plataforma de perfuração LB 36 fez um trabalho de instalação dos pilares com diâmetro de 1.500mm até profundidades de 26 metros, enquanto que os que tinham diâmetros de 600mm e profundidades de 33 metros se realizaram com a plataforma de perfuração LRB 355, usando ferramentas de deslocamento completo. Ao final do serviço, a empresa colombiana havia perfurado um total de 57 mil metros. Enquanto a LB 36 completou seu trabalho em dezembro de 2017, a LRB 355 estará operacional até março de 2019.

Operária única

liebherr_lrb355_adriana_2

Adriana Gómez é a primeira mulher colombiana a controlar uma plataforma de estaqueamento e perfuração.

Outra surpresa que traz consigo a LRB 355 é que a operação está sendo realizada por uma mulher. Adriana Gómez, de 32 anos, se tornou a primeira mulher da Colômbia a operar uma plataforma de perfuração. “Ela domina bem as condições difíceis. Adriana passou no teste de resistência com a LRB 355”, afirmou Rodríguez.

O trabalho com equipamentos pesados não é novidade para Adriana Gómez, já que nos últimos cinco anos trabalhou operando escavadeiras.