FOTO 1 AHERN Snorkel 660SJ (2)

Snorkel 660SJ

Manipuladores telescópicos e plataformas de acesso são cada vez mais comuns nas obras de infraestrutura latino-americanas, já que sua versatilidade, segurança e eficiência vêm convencendo mais e mais empresas.

Sua capacidade de adaptação a diferentes serviços pressupõe economia, visto que as construtoras usam o mesmo equipamento para várias aplicações, reduzindo os tempos na obra, além do desgaste de outros equipamentos, que podem inclusive ser mais caros para manter.

Acesso a novos produtos

Na Ahern, responsável pelas marcas Snorkel e Xtreme Manufacturing, o equipamento do momento é o Snorkel S3019E, plataforma tesoura elétrica com design patenteado de recolhimento da tesoura totalmente dentro do chassi, a fim de dar mais espaço de armazenamento e passagem por portas e portais. “Além disso, a facilidade no acesso à plataforma minimiza o risco de quedas e tropeços, reduzindo a fadiga dos operadores”, afirmou o CEO da Snorkel e Xtreme Manufacturing, Matthew Elvin.

A Snorkel S3019E “tem acionamento e direção elétricas, proporcionando um círculo de giro interior zero, e eliminando os riscos de vazamentos hidráulicos, o que significa que se pode usar em áreas sensíveis”, complementou o executivo. Este modelo é capaz de levantar até 250 kg a uma altura de trabalho de 7,79 metros e tem altura de guarda de apenas 1,76m, com peso de 1.581 kg.

A Snorkel também ampliou sua linha de manipuladores telescópicos para terrenos acidentados, agregando dois novos modelos no início de 2019. O SR1442 com altura máxima de elevação de 13,5m, capaz de levantar até 4.200 kg, e o SR1745, que tem altura de elevação máxima de 16,4m e é capaz de erguer cargas de até 4.535 kg. “No fim do ano, a Snorkel apresentará o manipulador telescópico SR1065 em resposta direta à demanda dos clientes na América Latina”, adiantou Elvin.

Por sua vez, a Genie mostrou na Bauma as mini tesouras GS1330m. “Também temos toda a linha Xtra Capacity, especialmente a Z45XC, que está substituindo o modelo RT (diesel), e também a telemetria que espera-se que chegue ao mercado sul-americano em 2020”, disse Gustavo Faria, gerente geral da Genie para América do Sul.

Os franceses da Haulotte apresentaram como última incorporação à sua linha de manipuladores telescópicos compactos o modelo HTL3207, “que combina a ergonomia de uma cabine de manipuladores telescópicos de tamanho padrão com um chassi compacto e um raio de giro curto. Isto significa que os operadores podem trabalhar com segurança e conforto enquanto movimentam o material pelos canteiros mais apertados do projeto”, disse Paul Jensen, product marketing manager do fabricante.

FOTO 3 DIECI Dedalus 30-9 - GD

Dedalus 30-9

Os italianos da DIECI, por outro lado, também foram à Bauma para mostrar entre outras coisas seus modelos Hercules 210, Pegasus 45.30, Apollo 26.6, Icarus 50.18GD e Dedalus 30.9GD. A versatilidade destes modelos é o resultado de uma combinação entre motor Kubota Stage 4 com potência de 85 kW e uma transmissão hidrostática controlada eletronicamente. A fabricante italiana também apresentou o Apollo 20.4, “um veículo compacto adequado para trabalhar em espaços estreitos sem comprometer o rendimento, amplitude e conforto”, disse a empresa.

Acesso a novas tecnologias

A Snorkel está explorando o uso de baterias de íon lítio. Na Bauma, expuseram seu equipamento alimentado eletricamente. “O modelo está programado para entrar em produção no final de 2019, com modelos adicionais de íon lítio para serem lançados em 2020”, esclareceu Elvin.

FOTO 4 Genie Lift Connect Telematics_diagnosis

Genie Lift Connect

Da Genie, o destaque é para o Lift Connect, “um programa de telemetria que entrega informação para monitorar e administrar frotas. É flexível tanto para o acesso dos clientes como para usar os dados, tornando mais transparente a compreensão e o uso da informação”, disse Gustavo Faria. Segundo ele, é adequado para a automação da manutenção preventiva e a programação do equipamento.

Além disso, o executivo afirmou também que a linha Xtra Capacity “tem todos os requisitos técnicos e de produção do padrão ANSI, já implementado nos Estados Unidos, e que deve entrar em vigor no Brasil em 2020”. Faria acrescentou que já se está trabalhando em produtos híbridos, como a lança articulada Z60/37FE, e a recente estreia da Z-45/25FE, “que representam maior flexibilidade para a frota de locação e podem funcionar internamente com motor elétrico, de pouco ruído, e externamente em modo diesel”.

Na Haulotte, a aposta é por um sistema inteligente de gestão do fluxo hidráulico, que “permite o controle proporcional dos movimentos da lança e o acessório, dando um controle seguro, suave e intuitivo para as operações. A capacidade de realizar múltiplos movimentos simultâneos significa que aumenta a velocidade”, segundo a empresa.

Também em termos de inteligência artificial, “nossos manipuladores telescópicos têm um indicador de carga fácil de ver e entender, que monitora ativamente a localização e o peso da carga transportada. Quando a máquina está sobrecarregada, o sistema corta automaticamente os movimentos inseguros evitando riscos de capotamento”, assegura a Haulotte.

A JLG oferece o ClearSky. “É bastante fácil de usar e dá aos clientes dados e informes para tomar decisões a respeito do equipamento. Elimina incertezas, permite se antecipar aos problemas, maximizando a produtividade”, disse Misty Mason, product management, telematics da JLG. O ClearSky Access Control usa um teclado numérico e um leitor de RFID para identificar os operadores, o que impede que um operador sem experiência opere o equipamento. Por sua vez, Bill Dovey, gerente de produto da JLG, afirma que estamos agregando um sistema de detecção de carga em nossas lanças e tesouras, para que os operadores não possam sobrecarregar a plataforma”.

Já os modelos DIECI agora trazem o sistema CANBUS, que estabelece parâmetros ótimos de trabalho e segurança mediante diagnósticos com dados em tempo real. O operador realiza um acompanhamento de toda a informação necessária para monitorar o veículo de maneira detalhada e intuitiva. “Os modelos podem ser equipados com um sistema de reconhecimento automático dos equipamentos, que reconfigura automaticamente o veículo segundo a ferramenta que esteja instalada”, afirmam os italianos.

Tecnología também é segurança. Por exemplo, os modelos DIECI Icarus e Dedalus “melhoraram graças aos sistemas de Controle de Limite de Carga, Autonivelamento Transversal e Anti-Rollover. A estabilidade lateral com a lança elevada está garantida pelo bloqueio do eixo traseiro, enquanto o freio de estacionamento se ativa automaticamente ao desligar o motor”, diz a companhia.

Fácil acesso

Segundo Elvin, “em nível mundial cresce a demanda por plataformas de acesso mais silenciosas e com menores emissões para cumprir com as regulações de poluentes e ruído. Por isso, a Snorkel está explorando o uso de baterias de íon lítio para alimentar unidades maiores e de terreno irregular, que geralmente funcionam com diesel. Afinal, os clientes esperam que os equipamentos elétricos superem o rendimento dos movidos a diesel”.

JLG EDS

Sistema EDS da JLG

Na Genie, estudam-se os dois tipos de cliente, os locadores e os usuários finais. “Os locadores requerem um produto confiável e de alta qualidade que possa satisfazer suas demandas e, sobretudo, gerar um retorno para seu investimento. Buscam ferramentas para ajudar o controle e a gestão da frota”, explica Faria, que por outro lado diz que os usuários “buscam produtividade para as obras e segurança para os operadores”.

Para a Haulotte, a maior força de vendas de um manipulador telescópico é a capacidade de realizar o trabalho de muitas máquinas especializadas, ao trocar rapidamente o implemento. “Com os implementos adequados, o HTL 3207 pode fazer o trabalho de uma empilhadeira, uma plataforma aérea, um pequeno guindaste ou uma carregadeira. Isto mantém o canteiro livre de máquinas adicionais e permite mais espaço para realizar o trabalho”, expressou a companhia.

América Latina

A Ahern vê na América Latina um panorama muito atrativo. “Abrimos o escritório da Ahern Internacional em Buenos Aires em agosto de 2019, onde vemos oportunidades de longo prazo para crescer e nos desenvolvermos com nossos clientes”, afirmou Elvin. No Chile, a empresa está presente com a marca Snorkel desde 2016. Assim, a Ahern Chile e a Ahern Argentina farão vendas, serviço e estoque de peças para plataformas Snorkel, manipuladores telescópicos Xtreme Manufactuing e plataformas aranha com esteiras da Ruthmann Bluelift.

Gustavo Faria concorda que as expectativas regionais são otimistas, “já que o Brasil está demonstrando melhores números de 2018; assim, o que resta deste ano e 2020 deverão ser de mais recuperação”. Ele lembra também que o Chile, com seu crescimento sustentado nos últimos anos, virou um bom cliente, pois “importou quantidades significativas de plataformas aéreas nos últimos anos. A Genie sempre acreditou e apoiou a operação na América do Sul, entendendo suas dificuldades políticas e econômicas, mas apostando em seu grande potencial de crescimento e sua importância no posicionamento global da marca”.

FOTO 5 HAULOTTE HTL3207 black and white

Haulotte HTL3207

A Haulotte vê em nossos mercados um lugar muito importante para a indústria. “Começamos a operação no Brasil em 2001, e rapidamente nos expandimos à Argentina, ao Chile e ao México”, diz a empresa. Além disso, celebram a presença dos manipuladores telescópicos da marca em projetos subterrâneos, como as minas da Codelco no Chile, e também no projeto de geração de energia renovável Cerro Dominador, e na ampliação da fábrica de cimento Engesur Holcim na Argentina, entre outras obras.

“Sabe-se que a América Latina é uma região complexa, onde prever o futuro é um desafio. A incerteza da política da região em 2019 representa alguns desafios para os próximos anos, mas a JLG está bem preparada para se adaptar, no momento em que a região começar a mostrar sinais de recuperação. Por exemplo, em 2015 o Brasil enfrentava dificuldades econômicas, mas nós continuamos nosso compromisso e investimos na nossa filial local. Esta visão nos ajudou a permanecer no mercado com uma estrutura sólida. As expectativas são extremamente positivas”, concluiu Mike Brown, vice-presidente de vendas e desenvolvimento de mercados da América Latina da JLG.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters