Echeverria 1

Projeto MAPA

A Echeverría Izquierdo, empresa de origem chilena que opera também no Peru, Bolívia e outros países d região latino-americana, experimentou crescimento de 3,6% em suas receitas no fim do primeiro semestre de 2020, apesar da pandemia, chegando aos US$ 190 milhões faturados no período. Mesmo assim, não se pode dizer que a crise e a paralisação de obras não afetaram suas operações, e os ganhos do primeiro semestre foram sim afetados, sendo menores do que no mesmo período do ano anterior.

A CLA conversou com Fernando Echeverría Alcaino, investor relations da empresa, pata comentar sobre os impactos da pandemia no desenvolvimento da empresa, e quais as projeções que se fazem para o futuro. Em resumo, o executivo vê com otimismo os anos vindouros, nos três principais segmentos de atuação da empresa.

Imobiliário

Vale destacar que, embora as receitas no segmento imobiliário tenham se reduzido em 13% no primeiro semestre deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado, a margem bruta aumentou em 6,56%. “Temos uma das melhores margens imobiliários de empresas abertas em bolsa no Chile”, diz Echeverría.

E ao que tudo indica, o impacto da pandemia já estaria passando no Chile, dado que segundo a empresa as cotações da última semana de julho foram iguais às da mesma semana em 2019.

Com relação ao desenvolvimento imobiliário do Chile, a empresa recentemente firmou seu primeiro contrato de projeto de moradia social, que contempla a construção de 1.068 apartamentos em La Chimba, Antofagasta.

O segmento imobiliário também está avançando com força no Peru. A empresa está atualmente trabalhando no projeto habitacional mais alto de Lima, que tem 37 andares, e que já vendeu mais de 65% de seus 381 apartamentos, e está próximo de começar a construção de outro projeto de tamanho similar no início de 2021.

Echeverría comenta a ampla necessidade de moradias no Peru, e neste sentido a companhia acaba de aprovar a compra de três novos terrenos no país, que serão empreendidos junto com um fundo de investimento.

Serviços e construção industrial

Echeverria 2

Edifícios Territoria, em Santiago

Outra linha de negócios primordial para o executivo é a de serviços e construção industrial, que no primeiro semestre contribuiu com 67% da receita da companhia, e através da qual está operando no projeto MAPA, maior iniciativa do ramo de celulose no Chile hoje em dia. Neste projeto da empresa Arauco, a Echeverría Izquierdo usa sua subsidiária Montajes Industriales, que vem fazendo a montagem das caldeiras e, recentemente, contratou também a montagem civil eletromecânica dos turbogeradores, o que no total considera um montante de cerca de US$ 230 milhões de investimentos.

Obras como esta do projeto MAPA, assim como as da montagem do britador da mina Quebrada Blanca II, têm sido fundamentais para que esta linha de negócios apresentasse um aumento de 36,9% nas receitas de atividades ordinárias, que alcançaram juntas em junho US$ 125 milhões.

“A filial Montajes Industriales tem um importante backlog em relação a montantes e duração, com grandes obras de mineração e celulose, ambos setores nos quais conseguimos nos posicionar como um ator relevante em nível nacional”, diz Echeverría.

Deve-se mencionar que, com esta divisão, atualmente a empresa está participando da licitação de cinco projetos de grande envergadura, no Chile e em outros países.

Edificações e obras civis

A divisão mais impactada pela pandemia foi a de edificações e obras civis, que registrou uma redução de 34,38% no faturamento do primeiro semestre de 2020 em comparação com o ano anterior, gerando prejuízo, “o que se explica principalmente pelas paralisações da pandemia, em especial nas obras localizadas em Santiago”, diz o executivo.

Mas ele vê com bons olhos a recente reativação que se está observando no Chile e na região. De fato, as subsidiárias Pilotes Terratest Peru e Pilotes Terratest Bolivia já estariam com todas as suas obras em andamento, e no Chile, por exemplo, a extensão da Linha 3 do metrô se manteve em operação como obra essencial, salvo por uma quarentena de três semanas por um surto de contágio na obra.

As empresas deste segmento se mantiveram muito ativas quanto a participações em futuras obras, em especial as do âmbito público. Além da intenção de participar na licitação de ao menos seis novos hospitais concedidos, o Metrô de Santiago lançou em maio a licitação para a construção de obras civis para a futura linha 7, o que inclui poços, galerias e túneis, e a companhia tem em estudo dois contratos de grande envergadura, um em associação com as também espanholas FCC e OSSA.

Em síntese, embora a pandemia tenha gerado um cenário de maiores e mais difíceis desafios, Echeverría concluiu a entrevista dizendo que “a pandemia nos encontrou bem vendidos, com um backlog importante de mais de 450 bilhões de pesos chilenos, em especial pela enorme quantidade de novos projetos que se observam na área industrial”.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters