Ditch Witch se asocia a Vacuworx

A grande demanda por infraestrutura de saneamento, conectividade e transporte na América Latina abre um espaço para aplicação de tecnologias de içamento de peças pré-fabricadas. Se apenas nas regiões metropolitanas de cidades como São Paulo, Lima, Buenos Aires, Santiago e Bogotá fossem construídos todo o esgotamento sanitário necessário para universalizar este direito básico, a quantidade de obras de colocação de tubulações seria muito significativa.

Este é o contexto no qual a companhia norte-americana Vacuworx vem trabalhando sua entrada na região. A empresa oferece um sistema que substitui os métodos convencionais para instalação, por exemplo, de tubulações. Trata-se de implementos para equipamentos hidráulicos, como escavadeiras ou minicarregadeiras, que exercem força de vácuo sobre peças sólidas, o que permite içamento, transporte e colocação de forma rápida e segura.

Os implementos da Vacuworx vêm sendo provadas com sucesso nos Estados Unidos há anos, e na América Latina têm já 15 anos de operação em vários lugares. Fabricados em Tulsa, Oklahoma, os implementos da Vvacuworx podem levantar por meio do vácuo elementos feitos de aço, metais flexíveis, polímeros e concreto. Isto vale tanto para tubulações como outros formatos nestes materiais, como por exemplo barreiras viárias pré-fabricadas e chapas de aço, entre outros.

A vantagem principal é que, pela força do vácuo, o içamento com o acessório da Vacuworx garante que o elemento transportado não se soltará de nenhuma maneira, ao contrário dos métodos tradicionais que dependem de ganchos, eslingas ou cabos. A segurança operacional aumenta exponencialmente, enquanto os custos de seguro diminuem. Além disso, as pessoas que trabalham sem risco de acidentes por queda de peças pesadas poderão aumentar sua produtividade.

Dados técnicos

Os implementos da Vacuworx têm por padrão uma rotação de 360 graus. Isso significa que uma vez que eles se prendem a uma peça e a levantam, todas as manobras necessárias são possíveis para sua colocação com maior rapidez.

O segredo está em uma bomba de vácuo interna, que recebe a energia do equipamento portante (escavadeira, por exemplo) ou de um motor interno em alguns modelos. Ao ativar o sistema, o operador cria uma poderosa sucção que faz a superfície da peça aderir ao implemento. Como mecanismo de segurança, os implementos têm alertas sonoros, além de um reservatório de vácuo controlado por válvula. Este sistema garante que, se a força hidráulica proveniente do equipamento principal falhar repentinamente por qualquer razão, o vácuo se mantém e a peça não cai. A peça só é liberada somente mediante um comando para soltá-la.

A Série RC dos implementos tem modelos com capacidade de carga que varia entre 10 e 25 toneladas. A Série MC, que é um pouco menor, tem modelos com capacidades de carga de entre 3 e 5 toneladas, o que lhes torna aptos para serviços urbanos ou em indústrias.

Entre os equipamentos que os podem portar, estão desde máquinas de linha amarela como escavadeiras, retroescavadeiras, carregadeiras pesadas e compactas, até os típicos guindastes de linha de produção tipo pontes rolantes, além de portuários, colocadores de tubulação e outros que tenham transmissão de força hidráulica.

Mas os executivos que representam a Vacuworx na América Latina advertem que a adoção desta inovação tecnológica dependerá de um trabalho de promoção, informação e educação do mercado regional.

Nova cultura

O trabalho de içamento de objetos em canteiros de obra na América Latina foi sempre realizado com guindastes – quando a dimensão o justifica – ou então com retroescavadeiras que recebem eslingas nos dentes (ferramentas de perfuração) das caçambas de escavação. Quando se usa guindastes, há segurança laboral, mas com custos elevados. Ao optar por retroescavadeiras, acontece o contrário: baixo custo, porém risco mais alto.

Vacuworx

Por isso, Cristián Sellán, que representa a Vacuworx no sul da América do Sul e está baseado no Chile, se dedica a fazer demonstrações e treinamentos para que os empresários compreendam a vantagem em termos de menores riscos de acidente, e por consequência, menores custos de seguro.

“Estamos vendo que muitos operadores aproveitam a vantagem de inovações como esta, que há dez ou 15 anos nem sequer poderiam imaginar. Hoje se sabe que há alternativas ao rigging tradicional, capazes de melhorar a performance operacional e a segurança. Nós mostramos, ensinamos e ajudamos a entender os benefícios financeiros que o sistema pode produzir. Também estamos tentando demonstrar, através do acesso direto aos nossos serviços de informação, que o valor de longo prazo em trabalhar com a gente é proteger os projetos do início ao final”, diz o executivo da Vacuworx.

Vacuworx PS 1

Por trás de todo o trabalho de promoção para romper as barreias e realizar a adoção de uma tecnologia inovadora, está o diagnóstico que todos os provedores de equipamentos e afins têm sobre a América Latina. As óbvias necessidades de infraestrutura em toda a região.

De acordo com o executivo da Vacuworx, só em grandes obras de saneamento as oportunidades são gigantes, dado que em um país como o Brasil, metade das residências em todo o país ainda vivem sem conexão a um sistema de esgotamento sanitário. Além disso, apenas uma pequena parte dos municípios brasileiros têm alguma porcentagem de tratamento de águas residuais. Mesmo a maior cidade do Brasil, São Paulo, não trata mais de 70% do seu esgoto.

Assim, a construção subterrânea de tubulações de esgoto abre um potencial de décadas de trabalho na maior economia latino-americana. Realidades semelhantes são perceptíveis em outros grandes países da região, como Argentina, Peru, México e Colômbia.

“A América Latina tem muitos desafios, mas igualmente grandes oportunidades. Nós conversamos sempre sobre planejamento, colaboração e eficiência; sobre como ajudar os clientes a identificar os caminhos de menor resistência. Há muitos projetos em carteira, e muitos mais serão necessários para atender as demandas por água, rodovias e energia que, em última análise, criarão os empregos e melhorarão a qualidade de vida das pessoas. Os equipamentos facilitam o içamento de peças, e se o sistema lhes chegar, sabemos que o usarão. Nosso objetivo agora é ajudar a superar os desafios de negócio, e fazer com que lhes seja mais fácil fazer negócios com a gente”, diz Cristián Sellán.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters