Convênio prevê investimentos de US$ 30 milhões em obras na região.

Foto puente rio malleo actualidad

Ponte atual, que será substituída por alvenaria.

O gobernador da provincia argentina de Neuquén, Omar Gutiérrez, assinou em Buenos Aires um convênio com o secretário de Províncias do Ministério do Interior, Obras Públicas e Moradia, Alejandro Caldarelli, que permitirá à Direção Provincial de Obras Viárias avançar com a licitação para a pavimentação de um trecho da rodovia 23 e a construção de uma ponte sobre o rio Malleo.

Estas obras demandarão um investimento de cerca de US$ 30 milhões, cujo financiamento provirá do Fundo Fiduciário Federal de Infraestrutura da Argentina. O mandatário regional disse que a obra é uma “pavimentação de aproximadamente 34 km da rodovia 23, de Malleo até Pilo Lil, que se somará aos 30 km já pavimentados”. E acrescentou que “fica então faltando uma terceira etapa para terminar o asfaltamento desta rodovia, unindo San Martín de Los Andes, Junín de Los Andes e Aluminé”.

“Isto nos facilita a integração e fortalecimento regional a partir de um forte investimento público e da diversificação da nossa economia em matéria econômica, social, turística e industrial para toda esta zona”, disse o governador.

O projeto contempla reforma das bases e sub-bases das vias em 9,7 metros de largura, mais a colocação de pavimento asfáltico de 6,7 metros de largura e 0, 5 cm de espessura, além de proteções laterais metálicas e sinalizações horizontais e verticais. Também se construirá a ponte sobre o rio Malleo, com 72 metros de comprimento por 24 de largura, mais os acessos e calçadas para travessia de pedestres em ambos os lados.

Sobre estas obras, Gutiérrez afirmou que “contribuirão para transitar com mais segurança, nos aproximando e integrando os habitantes das cidades da província. Todo este investimento vai potencializar o desenvolvimento da zona centro sul e da província, onde também já foram feitas obras de pavimentação e melhorias na iluminação do aeroporto de San Martín de Los Andes, que com isso passou a operar 24 horas por dia”.