Equipamentos de fundações da Liebherr estão sendo utilizados num importante corredor viário de Buenos Aires.

Paseo del bajo 10

O Paseo del Bajo é um corredor viário de 7,1 quilômetros.

A Argentina está fazendo grandes investimentos para melhorar sua infraestrutura rodoviária e um dos projetos de destaque, tanto por sua importância para a capital Buenos Aires como por ser uma iniciativa anunciada por várias administrações, é o Paseo del Bajo, corredor viário de 7,1 km que conectará as autoestradas Illia e Buenos Aires-La Plata. A iniciativa contempla quatro pistas exclusivas para caminhões e ônibus de grande distância, além de oito pistas para veículos leves (quatro em cada sentido), com o que se melhorará muito o fluxo veicular da cidade.

O projeto, cuja construção começou a finais do ano passado e deverá finalziarf em 2019, se divide em três trechos: o trecho A se compõe basicamente de dois viadutos e um mergulhão; os trechos B e C conformam os segmentos principais e a via da RER (Red de Expresos Regionales), ferrovia que passa por um lado do traçado principal.

Fundações

Um papel fundamental no projeto Paseo del Bajo é o das fundações, não apenas pelos investimentos envolvidos, com custo estimado de US$ 160 milhões, mas também por sua magnitude.

Segundo Óscar Ibañez, gerente comercial da América do Sul para guindastes de esteiras e perfuratrizes Liebherr, “a obra conta com aproximadamente 50 mil m2 de muros colados de 500mm de espessura (a 13 metros de profundidade), 17 mil m2 de muro colado de 600mm de espessura (a 20 metros), 5 mil m2 de muro colado de 700mm de espessura (a 9 metros) e 13,5 mil m2 de muro colado de 900mm (a 29 metros), além de 30 mil metros lineares de pilares de diâmetros de 600mm e 800mm, e 7 mil metros lineares de pilares com 1.400mm de diâmetro.

Dsc 0003 chica

Papel especial neste projeto é exercido pelas fundações.

Segundo o executivo, em geral são pilares de 600mm de diâmetro que se instalarão a 15 metros de profundidade e os de 800mm a 22 metros de profundidade, enquanto os pilares do viaduto, que são de 1.400mm de diâmetro vão a 36 metros de profundidade. “Em geral os primeiros seis a sete metros de profundidade do terreno são de um material muito variável, e macio. Depois, há alguns estratos de argila compactada com dureza superior a 40 golpes de ensaio SPT (do inglês Standard Penetration Test), e a partir dos 28 metros chega-se ao Puelchense, que é um aquífero confinado onde deve-se ter muito cuidado com as perfurações, já que é um estrato de areia limpa com água confinada sob pressão.

Equipamentos

Uma das empresas a cargo da construção das fundações do Paseo del Bajo é a Pilotes Carcarañá, empresa argentina com mais de 35 anos de experiência em fundações especiais. Dentre os equipamentos que está empregando nos serviços do projeto pode-se mencionar um guindaste sobre esteiras heavy duty da Liebherr, o HS 8070, máquina que com uma capacidade máxima de 70 toneladas, se destaca em sua categoria por seu elevado rendimento na manipulação e rentabilidade melhorada.