Marca chinesa que entrou no ramo de plataformas há dois anos tem altas expectativas.

DSC_1151

Chunxin Zhan, presidente e CEO da Zoomlion, disse que a divisão de acesso aéreo “é um dos principais planos de nossa estratégia. Temos tecnologia similar e somos otimistas de que faremos as coisas bem nesta indústria. Não somos alheios a esta tecnologia”.

A empresa chinesa, reconhecida principalmente por seus guindastes e equipamentos para concretagem (sendo inclusive a proprietária da italiana CIFA) entrou no setor de plataformas de acesso aéreo há dois anos. Concluiu a instalação de uma moderna fábrica de plataformas tesoura na China e agora está construindo uma dedicada a produzir modelos lanças autopropelidas.

Zhan disse que seu objetivo é se converter em um dos três maiores atores da indústria do acesso em nível mundial, embora reconheça que “isto tomaria bastante tempo”. A Zoomlion tem histórico de realizar aquisições, o que inclui a CIFA e a empresa europeia de gruas torre Wilbert, e por isso uma aquisição ou um acordo de cooperação nesta indústria também pode ser uma oportunidade.

“No mercado de acesso, hoje estamos somente na China. O país está saindo de uma situação em que ninguém usava plataformas para um contexto em que todos agora os utilizam. Em primeiro lugar, acreditamos que a China seja a grande oportunidade”.

A receita total da Zoomlion em 2018 foi de cerca de US$ 4 bilhões, e de acordo com o executivo as vendas no primeiro trimestre deste ano já mais que duplicaram. Seu máximo histórico em termos de receitas foi de US$ 7 bilhões.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters