Maior provedora de cimento do Brasil anuncia aumento de capacidade de processar resíduos de sua planta de Cantagalo, RJ.

A Votorantim Cimentos anunciou novos investimentos em sua unidade de produção da cidade fluminense de Cantagalo, estado do Rio de Janeiro, com a finalidade de aumentar a capacidade de coprocessamento da usina.

Com investimento de R$ 2,5 milhões, a fábrica de Cantagalo poderá aumentar em 10% a substituição de combustíveis fósseis por resíduos sólidos e líquidos na produção de cimento. Assim, a unidade poderá absorver 9,7 mil toneladas de resíduos líquidos e 11,6 mil toneladas de resíduos sólidos por ano, reduzindo a utilização de recursos naturais não renováveis e as emissões de dióxido de carbono.

A Votorantim é a pioneira no coprocessamento no Brasil, atuando desta forma desde 1991, sempre aumentando o grau de conversão de seus fornos para a combustão de resíduos em lugar de coque de petróleo.

De acordo com a empresa, em 2016 suas unidades de produção em conjunto reduziram a emissão de gases CO2 em 213 mil toneladas.

O coprocessamento é a tendência ecológica que soa irreversível na indústria do cimento mundial. Trata-se de colocar para queimar nos fornos cimenteiros materiais como pneus usados e outros resíduos, para evitar a utilização de recursos novos.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters