vlt_governo1

Arte do projeto VLT de Salvador

Aproxima-se o momento de iniciar as obras do projeto de VLT em Salvador. Apesar do atraso provocado pela pandemia, autoridades do governo estadual baiano afirmam que a obra deverá ter início em janeiro.

Por sua vez, a empresa responsável pela PPP que vai tocar o projeto, a chinesa BYD, contratou a filial brasileira da espanhola Sener para o projeto.

Enquanto avançam os planos burocráticos e contratuais, o canteiro de obras já está montado na capital baiana, pronto para a partida do processo de construção.

O VLT de Salvador terá 20 quilômetros, 22 estações e capacidade de transportar ao redor de 150 mil pessoas a cada dia. O projeto deverá empregar, ao longo do ciclo, 2,2 mil pessoas.

A ferrovia urbana substituirá o antigo sistema de trens que conectam as áreas centrais da capital baiana com os subúrbios, de onde vem grande parte da força de trabalho diariamente usando o trem.

A BYD contratou a Sener Brasil para trabalhar subprojetos relacionados a sistemas ferroviários, sistemas elétricos, controles de direção, aterramento elétrico, sinalização, comunicações e portas de abertura automática nas plataformas.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters