A Volvo Construction Equipment anunciou que as vendas do segundo trimestre de 2020 caíram 14% na comparação com o mesmo período de 2019, devido ao impacto do Covid-19.

157791_volvocrawlerexcavator_427742

A fraca demanda na Europa e na América do Norte foi parcialmente compensada por uma forte recuperação do mercado chinês. A companhia manteve seus lucros, apesar da menor venda de máquinas.

As vendas líquidas e ajustadas do segundo trimestre foram de US$ 2,5 bilhões, contra um valor obtido de US$ 2,9 bilhões no segundo trimestre de 2019.

A margem operacional saiu de 15,5% no ano passado para 13,6% no segundo trimestre deste ano.

O número de pedidos recebidos no segundo trimestre, no entanto, subiu 11%, o que se deveu a uma forte alta de pedidos por máquinas da SLDG, que teve crescimento de 31%.

O trimestre viu menores vendas na Europa e na América do Norte, com quedas de 22%. África e Oceania caíram forte e a Ásia (excluindo a China) caiu 21%. Só a China, com 13% mais vendas, e América do Sul, com 8%, cresceram no segundo trimestre deste ano com relação ao segundo trimestre do ano anterior.

“Isto nos está permitindo atuar a partir de uma posição de relativa força, e seguir levando adiante as tecnologias transformacionais que estão mobilizando nossa indústria. Continuamos investindo em eletrificação, automação e conectividade”, disse o diretor mundial da Volvo CE, Melker Jernberg.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters