Caterpillar

As vendas de máquinas de construção da Caterpillar tiveram queda de nada menos que 21% no primeiro trimestre, contribuindo para uma queda de 41% no lucro obtido pela divisão neste período, de acordo com informe da empresa. A norte-americana anunciou que as vendas e receitas totais do primeiro trimestre de 2020 ficaram em US$ 10,6 bilhões, frente os US$ 13,5 bilhões do mesmo período do ano passado.

Segundo o informe, a redução se deveu a um menor volume de vendas impulsionado por uma menor demanda de usuários finais e pela gestão de estoque dos distribuidores. Os concessionários aumentaram o estoque em apenas cerca de US$ 100 milhões no primeiro trimestre de 2020, em comparação com o investimento de US$ 1,3 bilhão feito no 1T de 2019.

As vendas totais de equipamentos de construção foram de US$ 4,3 bilhões no primeiro trimestre, bastante menor do que os US$ 5,8 bilhões do primeiro trimestre de 2019.

Os lucros da divisão de construção da Caterpillar foram de US$ 640 milhões no primeiro trimestre, queda de US$ 445 milhões em comparação ao US$ 1,08 bilhão de lucro na divisão no mesmo período do ano passado. A redução responde a um menor volume de vendas, mas que foi em grande medida compensado por menores custos de fabricação.

Apesar dos desafios atuais causados pela pandemia de Covid-19, a Caterpillar Inc. tomou medidas para melhorar sua liquidez, e devolveu US$ 1,6 bilhões aos acionistas.

A multinacional reconheceu que seus resultados financeiros para o ano de 2020 estão severamente impactados, e por isso já retirou sua perspectiva de lucro para o ano no dia 26 de março, e até agora não ofereceu uma nova perspectiva de resultados.

“Tomamos medidas decisivas para melhorar nossa sólida posição financeira, enquanto continuamos executando nossa estratégia para um crescimento rentável”, disse o presidente e CEO da CAT, Jim Umpleby. “A Caterpillar enfrentou e superou muitos desafios em seus 95 anos de história. Nosso objetivo é sair da pandemia como uma empresa ainda mais forte”, acrescentou.

Covid-19

Muitos governos classificaram as operações da Caterpillar como uma atividade essencial para o suporte à infraestrutura. A companhia, por sua vez, suspendeu as temporariamente as atividades em algumas de suas instalações ao longo das últimas semanas, devido a problemas com a cadeia de suprimentos, a fraca demanda e regulações governamentais.

Na metade do mês de abril, cerca de 75% das instalações de produção primária da companhia continuavam operando. Algumas instalações que se fecharam por um período já reabriram. A empresa continuará monitorando a situação e poderá suspender as operações provisoriamente em outras unidades, caso a situação justifique.

A Caterpillar também tomou ações para reduzir seus custos, incluindo a redução dos gastos discricionários e a suspensão de aumentos de salários em 2020, assim como de planos de incentivos de curto prazo para muitos empregados e executivos. A Caterpillar está priorizando o gasto para permitir um investimento contínuo em serviços e ofertas ampliadas, elementos cruciais para a estratégia de crescimento iniciada em 2017.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters