Uso do elemento pode economizar tempo na execução de um edifício residencial.

Varanda2

Industrializar a construção é uma busca de muitas empresas do setor, e é em função disto que um produto específico de pré-fabricado de concreto vem ganhando espaço no segmento de obras residenciais: as varandas pré-fabricadas.

Principalmente quando o projeto tem mais de 50 unidades habitacionais para venda, o uso de varandas pré-fabricadas faz sentido econômico, dado que o produto vem pronto para acoplamento no concreto estrutural, e assim não exige novas concretagens ou alvenaria. Economiza-se tempo e o projeto pode ser entregue mais cedo.

Ainda que o preço seja um pouco mais alto do que o de construir as mesmas varandas com concreto usinado, a padronização e o menor tempo permitem compensar o custo, de acordo com especialistas.

A regra de ouro do pré-fabricado, no entanto, não deve ser ignorada: o limite de transporte entre a fabricante das peças e a obra não deve exceder os 200 quilômetros. Se não, começam-se a gerar dificuldades logísticas que poderiam anular a economia.

Ao instalar varandas pré-fabricadas em edifícios novos, a engenharia deve verificar que todo o concreto estrutural tenha alcançado a resistência definida no projeto antes de instalar os pré-fabricados.

Para casos de retrofit de prédios antigos, as varandas podem agregar novo valor, mas aí um cálculo estrutural deve ser feito antes da instalação, a fim de certificar que a estrutura original poderá suportar o aumento do peso com as varandas.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters