agua_negra

O projeto conhecido como Túnel Água Negra é uma obra de 13,9 quilômetros que unirá o Chile e a Argentina através da Cordilheira dos Andes. Com dois túneis, um em cada sentido, a obra tem orçamento de US$ 1,5 bilhão, e financiamento do BID. Quando entrar em funcionamento, deverá receber um fluxo diário de 2,2 mil veículos, 70% deles de carga comercial.

O Conselho Regional de Coquimbo, região do Chile, informou que o Ministério de Obras Públicas do país concluirá em maio os resultados de um informe relativo ao projeto, teria como função tornar a obra mais econômica e segura. Lucía Pinto, intendente de Coquimbo, e Rigoberto García e Matías Egaña, do ministério, expressaram dúvidas em relação à geologia e à hidrologia no local do projeto, razão pela qual os prazos e o detalhamento financeiro do projeto teriam que ser ajustado.

“Esperamos ter em maio os antecedentes para recolocar o cronograma, com a certeza de que os custos e que os riscos serão minimizados, de maneira a não executar uma obra economicamente inviável”, manifestou à imprensa local um representante do governo de Coquimbo, Marcelo Castagneto.

Por sua vez, a intentenda Lucía Pinto comentou que “o importante aqui é como o governo está trabalhando para levar à frente este importante projeto para nossa região, mas precisamos fazê-lo bem, com os padrões exigidos por uma megaobra binacional como esta”.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters