Contrato de prestação de serviços no país foi estendido por mais seis meses. 

Mais de cinco meses depois que o furacão María arrasou Porto Rico, a empresa provedora de bombas Thompson Pump ainda estão na ilha ajudando na recuperação. Com suas bombas, a empresa vem ajudando mais de 200 mil pessoas a voltar a ter água potável e resolver as inundações.

Thompson pump puerto rico i

Danos à represa Guajataca.

A Thompson Pump foi uma das empresas contatadas para apresentar ofertas a fim de ajudar a recuperação do país, especialmente para formular uma estratégia para as comunidades que vivem próximo à represa de Guajataca. Durante o furacão, a represa ficou danificada e isso levou à evacuação de 70 mil pessoas.

“Estávamos entrando numa situação com muitas incógnitas. Não conhecíamos o local, a não ser por fotos e imagens de satélite. A área era remota, sem cobertura de celular e poucos serviços disponíveis. Planejamos ser 100% autossuficientes, estávamos preparados para montar acampamento”, disse Bobby Zitzka, gerente nacional de vendas da Thompson Pump. “Devido à experiência da equipe, sabíamos que poderíamos superar os problemas”.

Em menos de 24 horas, uma equipe de 13 trabalhadores da fornecedora de bombas havia chegado a Porto Rico. Ao todo, 35 funcionários da empresa visitaram a área ao menos uma vez durante a crise. “O desapego do nosso pessoal foi notável”, afirmou Chris Thompson, presidente da empresa.

Dez sistemas completos com bombas de 18”, linhas de sucção e descarga, além de conectores e acessórios, foram necessários. O processo de organizar este equipamento e entregá-lo no local usou cerca de 25 caminhões. O transporte até a ilha foi realizado por ar e por mar.

Quando a Thompson Pump começou a reduzir o nível da água da represa, evitando as inundações, o Corpo de Engenheiros do Exército dos EUA percebeu que a equipe da Thompson poderia ser usada em outra missão: fornecer água potável a quase 250 mil pessoas.

Thompson pump puerto rico iii

Bombas Thompson Dry-Prime de 18” bombeiam fora da reserva.

Assim, foram utilizadas as duas primeiras bombas para desviar água do lago Guajataca para um canal que alimentava três plantas de tratamento de água. As oito bombas restantes foram empregadas de forma similar depois, o que permitiu a água potável chegar depois de semanas de espera.

A empresa continua ali, exercendo um papel na recuperação, e suas bombas ainda operam em Porto Rico. O contrato de trabalho feito com o governo dos Estados Unidos assegura a permanência da Thompson Pump na ilha por pelo menos mais seis meses.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters