Aumento de capacidade será de 50%, e produtos semi-terminados estão nos planos.

O conselho da Corporação de Aços Arequipa do Peru aprovou o investimento de US$ 180 milhões para a construção de um novo complexo siderúrgico na cidade de Pisco, com capacidade de produção de 1,25 milhão de toneladas por ano de aço líquido, o que a tornará uma das maiores da América do Sul.

“Este projeto aumentará a capacidade produtiva atual em 50%, e além disso nos permitirá evitar a importação de até 500 mil toneladas de produtos intermediários por ano, substituindo-os por outros de fabricação própria”, disse o gerente geral da empresa, Tulio Salgado.

O projeto contará com tecnologia de última geração, como um parque para a recepção e processamento de metálicos, um forno elétrico com capacidade de 200 toneladas por hora de aço líquido e modernos sistemas de regulação e ferramentas que permitem a elaboração de aços especiais.

Assim, a atual planta de Ica produzirá mais de 2 milhões de toneladas de aço por ano. A ideia da empresa é também abastecer com produtos semi-terminados as siderúrgicas da região, além de simplesmente colocar matéria prima no mercado, beneficiando assim diretamente indústrias como a construção, e mineração, atividades portuárias e outras.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters