Quase US$ 500 milhões serão alienados pela operadora espanhola, em sete ativos concedidos pelo Estado.

A construtora e operadora de concessões espanhola Sacyr vai pôr à venda quase US$ 500 milhões em participações de ativos concedidos pelo Estado no Chile, a fim de reduzir sua dívida corporativa. A empresa vai alienar 49% de sua participação em sete ativos ao Grupo Toesca Infraestructura. A operação deverá estar formalizada em julho.

A espanhola determinará que parte dos fundos provenientes com esta operação será usada para abater dívidas, como está no Plano Estratégico 2015-2020 da empresa. Além disso, o desinvestimento parcial permitirá que a empresa financie outros projetos no Chile, como a autoestrada que une Los Vilos e La Serena, no norte do país. Também é o caso da Autopista Vespucio Norte I, atualmente em construção e os aeroportos de Arica e Puerto Montt, que não fazem parte deste acordo.

A companhia continuará controlando por maioria acionária os sete ativos nos quais vai desinvestir. Os ativos em questão são cinco autoestradas que juntas somam 701km, o Hospital de Antofagasta e o Aeroporto El Tepual.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters