Acidente com a ponte Chirajara deixou nove mortos há cerca de dois meses. 

chirajara

De acordo com o Ministro dos Transportes colombiano, Germán Cardona, a ponte Chirajara, que desabou enquanto estava em fase avançada de obras quase três meses atrás, será demolida. “Entendo que o resto da ponte que permaneceu de pé, como já havíamos dito há dois meses, deverá ser demolido”, disse à imprensa. 

Na semana passada, foi divulgado o informe preliminar da Coviandes, concessionária responsável pela ponte, e o definitivo deve vir em breve. O informe final deverá consolidar a posição para a demolição e posterior reconstrução da ponte. 

Há alguns dias, as construtoras Interconcesiones e Mexpresa analisaram as possíveis causas do colapso da estrutura que deixou nove mortos, e recomendaram uma demolição completa. Segundo as empresas, a causa do acidente foi um erro de projeto. “Depois de analisar os resultados com um modelo estrutural simplificado da torre, confirma-se a insuficiência da estrutura ante as cargas estáticas próprias do avanço da construção”, afirma um dos textos da Interconcesiones. 

“Mesmo com a existência de técnicas de reforço que poderiam revalidar a estrutura que ficou de pé, recomendamos realizar uma demolição segura, que evite riscos tanto para as pessoas como para as estruturas vizinhas”, disse em entrevista coletiva o representante da Interconcesiones, Marco Hijonosa. 

A Agência Nacional de Infraestructura, ANI, encomendou uma perícia há aproximadamente dois meses, cujo investimento foi de cerca de US$ 750 mil e que teve como finalidade apresentar ainda mais antecedentes para resolver o problema.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters