2018 entra para a história como o melhor ano para indústria em toda a história, com 1,1 milhão de unidades vendidas.

Global

Vendas registradas e projetadas para os próximos anos.

A venda global de equipamentos de construção bateu um recorde histórico em 2018, com 1,1 milhão de unidades vendidas, e um valor total gerado de aproximadamente US$ 110 bilhões. De acordo com a consultoria especializada no mercado de máquinas de construção Off-Highway Research, o ano passado foi o melhor desta indústria em toda sua história.

O resultado de 2018 eclipsou as recentes altas de 2011 – ponto mais alto da expansão do gasto chinês – e 2007.

Seguindo a tendência iniciada em 2017, o aumento nas vendas de equipamentos se deu espalhado por várias partes do mundo, mas especialmente na América do Norte, Europa e Ásia.

Na China, as vendas de equipamentos de construção, incluindo guindastes móveis, cresceu 37% em 2018. O número sucedeu o crescimento de 81% em 2017, e levou o mercado chinês às 343.817 unidades. Esta foi a maior demanda registrada na China desde 2012, e recolocou o país na posição de maior mercado de máquinas do mundo.

A Índia também teve um excelente ano. Ali, as vendas de máquinas de construção, incluindo guindastes móveis, cresceu 35%, sendo o terceiro ano consecutivo de alta forte no país. O mercado indiano ficou em 98.204 unidades, o que foi 44% a mais do que o recorde anterior de 2011, e mais que o dobro da demanda vista nos anos de baixa entre 2014 e 2015.

Enquanto isso, as vendas na Europa Ocidental tiveram seu melhor ponto na década em 2018, com 10% de crescimento e 177.694 unidades vendidas. A demanda cresceu em 14 dos 15 principais mercados, com as vendas na Alemanha e Reino Unido particularmente positivas. A única vez em que a Alemanha viu tanta demanda por máquinas foi no boom de obras pós-reunificação, nos anos 90.

As vendas cresceram também na América do Norte, registrando 13% de alta, e levando o número de unidades comercializadas a 195.500.

O único lugar onde houve decepção, entre os mercados mais destacados do mundo, foi o Japão, onde as vendas caíram 5% e ficaram em 63.700 máquinas.

De acordo coma Off-Highway Research, 2018 terá sido um recorde histórico, mas a previsão para este ano não é de uma grande queda, e sim de um ajuste moderado. Espera-se que a venda global de máquinas deverá ficar acima de 1 milhão de unidades. Se isso se confirmar, será apenas o quarto ano em toda a história que este limite será rompido.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters