Terminal no porto de Manta é concedido a empresa do Chile.

Manta

Foi inaugurado pela concessionária TPM, da empresa Agunsa, o novo terminal portuário de cruzeiros no porto de Manta, no Equador. As obras custaram cerca de US$ 2,5 milhões. A Agunsa, que é do Chile, foi a vencedora numa concorrência pela concessão de Manta por 40 anos.

O novo terminal já foi usado pelo primeiro navio de cruzeiro no último dia 10. O terminal tem 7 mil metros quadrados, dos quais 1,3 mil m2 são área edificada, o restante são estacionamentos, áreas verdes e o atracadouro.

Além de ter segurança de última geração, o novo terminal de cruzeiros será também um centro de convenções, onde eventos internacionais serão realizados.

Samuel Franco, gerente da concessionária TPM, afirmou que “com esta obra dizemos ao mundo que Manta é um porto de classe mundial, com todas as vantagens competitivas que trazem avanços e progresso ao Equador”.

Além do terminal de cruzeiros, a Agunsa vem realizando a ampliação do deque 2 do porto de Manta e a reconstrução dos acessos e reforçamento dos pilares submersos, que foram danificados por um terremoto em 2016.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters