Um dos principais portos do Equador vai apostar nas PPPs para melhorar seu serviço.

Guayaquil

O diretor da Autoridade Portuária de Guayaquil, no Equador, reeditou e colocou em ação um plano de desenvolvimento para consolidar a atividade portuária da região pelos próximos 20 anos, cujos pilares fundamentais serão a nova dragagem do canal de acesso e a construção de uma ponte.

De acordo com Guido Ferretti, o diretor, “são seis projetos: uma zona especial de desenvolvimento econômico, um estaleiro, a ampliação do Centro de Atendimento ao Transporte Pesado de 180 para 800 vagas para caminhões, um armazém para contêineres, a vinculação do Instituto Superior Tecnológico à atividade portuária, a recuperação das eclusas para fins turísticos e controle de marés”.

Nas próximas semanas será assinada a viabilidade final de três dos projetos, com o financiamento respectivo para o instituto, as eclusas e o pátio de armazéns. O restante será visto no primeiro trimestre do ano que vem. A primeira etapa se financiará através de parcerias público-privadas, nas quais o Estado não investirá dinheiro. “Há dez anos, recebíamos em média quase 300 mil TEUs, hoje estamos recebendo 1,81 milhão de TEUs. Então efetivamente há mercado, afinal crescemos exponencialmente em dez anos, como não fazer este plano…”, disse Ferretti.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters