puerto barranquilla

Porto de Barranquilla

Em entrevista à imprensa de seu país, o presidente do porto colombiano de Barranquilla, René Puche, afirmou que a situação da infraestrutura é complicada. “A sedimentação na entrada reduziu o nível da água, e isso é complexo, dado que 80% dos navios medem mais de 190 metros. Várias embarcações já tiveram que ser desviadas para Santa Marta”.

De acordo com o gerente portuário, “pode chegar um momento em que nem mesmo os navios de contêineres, que são os menores, poderão entrar”. Somado a isto, deve-se considerar que quando o traslado de mercadorias se dá por terra, os valores na Colômbia podem chegar a US$ 40 por tonelada.

Puche afirma que o problema pode ter impacto sobre os níveis de comércio verificados na cidade. “Barranquilla é a única cidade colombiana que tem empresas que fazem negócio em moeda estrangeira, e isso se dá precisamente pela competitividade de estarem próximas aos portos”.

O gerente reclamou das autoridades públicas, especialmente do departamento de rodovias Invías. “Trazem uma draga que não é apta para realizar o trabalho que devem fazer, e o Invías que os contratou não diz nada a respeito. A draga tem três meses aqui, passou por diferentes terminais sem fazer nada e o governo não se pronuncia, nem obriga o dragador a cumprir com suas funções”.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters