Peruana GyM irá construir a concentradora de cobre da mina de Quellaveco.

Quellaveco

Quellaveco

A GyM, subsidiária do grupo de engenharia e construção peruano Graña y Montero, venceu a concorrência para construir a planta concentradora da mina Quellaveco, no seu país. O projeto terá investimento de cerca de US$ 318 milhões. Estão incluídos no pacote as obras civis, obras de arte, montagem de estruturas, instalação de tubulações, eletromecânica e instrumentação.

Quellaveco fica na região de Moquegua, no sul do Peru, e em seu total compreende um investimento de US$ 5 bilhões. Ela contribuirá com 12,3% da produção peruana de cobre quando entrar em operação, no ano de 2022.

A GyM informou, através da Bolsa de Valores, que tem mais de 50 projetos executados ao longo de sua história, e de plantas concentradoras de minério já construiu 21.

A empresa também venceu a licitação para a Fase 2 do projeto Quebrada Blanca, da chilena Teck. “Isto reflete o avanço da nossa estratégia de negócios, que está focada em posicionamentos como opção altamente qualificada em potências minerais como o Peru e o Chile, os dois principais provedores de cobre do mundo”, diz a empresa em comunicado.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters