Vários portos de diferentes dimensões passarão por intervenção para dar mais competitividade à economia.

Após a licitação do porto de Salaverry no Peru ser concluída, a agência de promoção do investimento ProInversión chamará as concorrências para construção dos portos de Chimbote e Marcona, cujo valor estimado é de US$ 650 milhões. Também estão previstos este ano os projetos de modernização de portos concedidos, como El Callao e Paracas, e de portos regionais como Ilo e Iquitos.

“O ano de 2018 foi de recorde em movimentação de cargas por TEUs e toneladas métricas em portos do Peru, com crescimento de 5% e 4,5%, respectivamente”, disse o diretor da Autoridade Portuária Nacional do Peru, Edgar Patiño.

No setor portuário peruano, o porto de Salaverry foi um dos poucos licitados sob modalidade de PPP com sucesso. Aí a Transportadora Salaverry investirá cerca de US$ 40 milhões. A primeira dragagem já foi feita, para permitir acesso de navios de 11,5 metros de calado. Um pátio de contêineres já está em construção.

No lado dos portos regionais, além da modernização dos portos de Ilo e Iquitos, destaca-se também a construção de três novos terminais portuários em Pucallpa, Santa Rosa e Saramiriza. Em particular, em Ilo as obras de um novo terminal devem começar no meio do ano, com previsão de entrega em 2020, a um custo de US$ 30 milhões. Em Iquitos, as obras também devem começar em 2019 com investimento de US$ 6 milhões. Pucallpa deverá ter licitação em 2019 para investir US$ 40 milhões, enquanto Santa Rosa e Saramiriza deverão ter apenas estudos feitos este ano. “A ideia é ter cinco terminais portuários na selva peruana”, disse Patiño.

Entre os portos sob concessão, o maior investimento será no de Paracas, com US$ 80 milhões. “A primeira metade do deque estará pronta em setembro, mas anteciparemos 200 metros em julho com dois guindastes multipropósito que adquirimos recentemente”, afirmou Sergio Nichele, gerente geral da concessionária Terminal Portuario Paracas.

Já em Callao, um investimento de US$ 260 milhões será feito na construção de dois terminais privados, um para a mineração de Mina Justa e o outro para petróleo, que será desenvolvido pela Repsol para sua refinaria de La Pampilla.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters