Sinais de que o pior já passou se acumulam e apontam para retomada dos investimentos.

Uma das indústrias mais afetadas pela crise econômica que golpeou o Brasil nos últimos anos, como todos sabemos, foi a construção. Agora, porém, começam a surgir sinais de recuperação, com um ligeiro aumento nos créditos imobiliários, diminuição nas demissões e novos lançamentos de empreendimentos.

Segundo pesquisa feita pelo Sinduscon do Paraná, que representa mais de 4 mil empresas, “em 2019 espera-se que o cenário da construção demonstre crescimento, e já há perspectivas que mostram esta tendência de retomar a atividade”.

A pesquisa mostrou que pelo menos 59% dos empresários do setor esperam um crescimento no nível de atividade. No mesmo estudo, aparece que 90% dos empresários pretendem contratar ou ao menos manter o número de empregados em seus diferentes projetos.

Ao mesmo tempo, o Índice de Confiança da Construção (ICST) registrou um avanço de 1,5 ponto em outubro passado, chegando a 81,8%. A confiança dos consumidores teve aumento de 120%, enquanto para empresários o número cresceu e a expectativa é de 60% para o setor. “A confiança é o principal ponto para o investimento, tanto para o empresário como para o consumidor”, afirmou Sergio Luiz Crema, presidente do Sinduscon PR.

A expectativa é acompanhada pelas projeções de crescimento do PIB brasileiro, que em 2017 terá tido alta de cerca de 1% e em 2018 deverá ficar em torno de 1,4%, com esperanças de que este ano aconteça em torno a 2,5%, de acordo com o Banco Central.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters