Dois terminais de Santos e um de Paranaguá deverão ir a concessão ainda este ano.

puerto paraná

Paranaguá

Os próximos leilões portuários do governo federal deverão ser os de dois terminais do Porto de Santos dedicados ao transporte de combustíveis, fertilizantes e sal, e também uma área de Paranaguá que é usado para celulose. Os terminais já eram considerados no programa PPI do governo Temer, e o investimento programado com eles é de US$ 112 milhões.

As empresas interessadas deverão apresentar suas propostas até 2 de agosto, e o leilão será pelo maior valor de outorga ofertado pelos proponentes.

“Com a nova configuração dos contratos firmados pelo governo federal, alinhado à segurança jurídica e à eficiência, estamos seguros de que vamos repetir o resultado excepcional dos últimos leilões”, disse o secretário nacional de Portos e Transportes Aquáticos, Diogo Piloni.

Um dos próximos a ir é o STS13A, em Santos, que tem área de mais de 38 mil metros quadrados. Sua concessão de 25 anos prevê investimentos de US$ 28,6 milhões.

O terminal STS20 é uma instalação que compreende três armazéns, interconectados por correias ao deque com acessos prioritários aos pontos 22 e 23, totalizando 29 mil metros quadrados. Os investimentos que se preveem aí seriam de US$ 56,6 milhões, com prazo de concessão de 25 anos.

O terminal PAR01, em Paranaguá, tem área de 27 mil metros quadrados. O recinto tem conexões rodoviárias e ferroviárias. A concessão de 25 anos deve abranger investimentos de US$ 26,6 milhões.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters