Gasoducto Sur Peruano

Gasoducto Sur Peruano

O ministro de Economia e Finanças do Peru, Alfredo Thorme, anunciou que o fundo de investimentos canadense Brookfield comprará as ações que a construtora Odebrecht tem no Gasoduto Sul Peruano (GSP), aceitando também a cláusula anticorrupção estabelecida no contrato de concessão do projeto.
O ministro da pasta informou também que a Techint continuará encarregada do projeto de construção do GPS, e que os outros dois sócios originais do projeto, também irão se manter- Graña y Montero e Enagás. Com tudo, a inícios de 2017 as obras seriam retomadas.
A Odebrech tinha solicitado anteriormente modificar a cláusula, o que não foi aceito pelo Estado peruano, obrigando assim à construtora a vender a sua participação no GSP, que representava 50% do projeto.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters