Novo presidente resolveu consultar a população sobre ir adiante ou não com a obra, já iniciada.

111359-aeropuerto_mexico_diseno

O presidente eleito do México, Andrés Manuel López Obrador, anunciou que serão suspensas as obras do Novo Aeroporto Internacional da Cidade do México (NAIM), depois que foi realizado um referendo popular sobre o bilionário projeto.

A realização da consulta foi uma das promessas de campanha de Obrador, e 70% daqueles que votaram foram às urnas optar por abandonar o projeto. Porém, apenas 1 milhão de pessoas votaram, o que é menos de 1% da população do México.

O custo total estimado para o aeroporto, que já tem suas bases prontas, é de US$ 13 bilhões. O projeto tem sido executado mesmo sob condições problemáticas.

Obrador disse que o atual aeroporto internacional seria melhorado e que se agregariam duas pistas a um aeródromo militar no sul da cidade. Também prometeu que passaria a ser usado um aeroporto na cidade de Toluca.

O banco suíço UBS publicou um relatório que alerta para os perigos implicados em usar referendos populares para este tipo de decisão pelo governo de Obrador, que toma posse no dia 1 de dezembro. O UBS também afirma que há o temor de que Obrador possa estender seu mandato presidencial a mais de seis anos (tempo legal atual), e ainda que possa usar os recursos do banco público Banxico para financiar investimentos indicados pelas consultas populares.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters