China hospital

O hospital que foi construído em 10 dias em Wuhan.

Com o crescimento dos casos de coronavírus em todo o mundo e muitos cidadãos chineses impedidos de viajar, é muito provável que as cadeias mundiais de comércio serão afetadas. Mas, no que diz respeito à Conexpo 2020, os organizadores disseram que o evento acontecerá como planejado.

Maior evento de construção das Américas, a Conexpo reunirá cerca de 120 mil pessoas entre os dias 10 e 14 de março em Las Vegas.

A Associação de Fabricantes de Equipamentos (AEM), organizadora da feira, publicou uma nota oficial sobre o coronavírus.

“Nossa prioridade é a saúde e a segurança de todos os participantes da Conexpo-Com/Agg e a IFPE 2020, o que inclui o público, expositores, vendedores, nossa equipe e outros envolvidos no evento”.

“Monitoramos de perto o coronavírus e seguimos as orientações dos Centro de Controle de Doenças dos Estados Unidos. Estamos em contato com organizações internacionais que foram impactadas por restrições de viagens. Nosso plano de realizar uma bem-sucedida Conexpo e IFPE continuam de pé e inalterados”.

Em resposta ao problema, a China está construindo novos hospitais e exige que seus cidadãos fiquem o máximo possível em casa. Com muitos trabalhadores longe das fábricas na China, há temores de que a cadeia global de fornecimento para a construção seja comprometida.

Alejandro Alvarez, da consultoria Ayming, que é especializada em cadeias de fornecimento e performance operacional, disse que “no que diz respeito às cadeias de fornecimento, os problemas com o coronavírus estão só começando. As empresas estão fazendo planos de contingência, mas na verdade, quantas empresas conhecem a origem de seus insumos até a fonte? É muito difícil ter uma estimativa real do problema e muitas empresas podem estar calculando mal sua exposição”.

“As cadeias mundiais de fornecimento se tornaram incrivelmente complexas e a economia da China tem um papel extremamente importante no cenário mundial, por isso pode haver surpresas desagradáveis se as restrições à importação e os confinamentos aumentarem”. 

Um porta-voz da Volvo Construction Equipment afirmou que “o coronavírus está sob monitoramento do Security Team do Volvo Group, e além disso estabelecemos um grupo multissetorial para coordenar ações especiais com relação aos principais fornecimentos suas logísticas”.

“Mesmo que nosso sócio contratual não esteja diretamente impactado pelo vírus, sua empresa pode ter múltiplas fontes de insumos na região, que precisam ser identificados. Toda nossa cadeia de fornecedores foi contatada para avaliar a situação e compartilhar a informação. Na medida do possível, faremos um mapeamento e tomaremos atitudes com relação às fontes de insumos de segundo nível”.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters