Entidade estatal de fomento ao desenvolvimento cobre créditos de US$ 250 milhões.

O programa de concessões rodoviárias colombiano 4G recebeu um forte respaldo da Junta Diretiva da Financiera del Desarrollo Nacional (FDN), uma espécie de BNDES colombiano, que injetou novos US$ 250 milhões ao programa. Com isso, dois projetos rodoviários mais conseguiram concluir seu financiamento. São eles: Ruta del Cacao (Bucaramanga - Barrancabermeja - Yondó) e a Transversal del Sisga (que atravessa El Sisga - Guateque - Santa María - San Luis de Gaceno - Aguaclara).

4g

A FDN avalou US$ 200 milhões para créditos de dívida sênior e outros US$ 50 milhões em linhas de liquidez. A Ruta del Cacao conta com crédito a 14 anos para sua dívida sênior, enquanto a de liquidez tem prazo de 24 anos. Algo similar acontece com a transversal Cundinamarca e Casanara, em que cerca de US$ 60 milhões foram desembolsados a um prazo de 13 anos, enquanto o crédito de liquidez foi de US$ 18 milhões.

Com estes novos investimentos e uma vez concluídas as obras que já estão em fase de construção, a Ruta del Cacao diminuirá o tempo de viagem de Barrancabermeja e Bucaramanga em aproximadamente uma hora, já que se construirão pouco mais de 80 km e se reformarão outros 108 km. Também se incluem aí a construção de 16 pontes, dois viadutos e dois túneis com comprimento total de 5,95 quilômetros. Já a Transversal del Sisga contempla a reforma de 15 túneis com total de 7 km, 53 pontes e os projetos para a terceira fase do projeto.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters