Metso web 2

Pekka Vauramo

A Metso Outotec anunciou planos de se retirar do negócio de reciclagem, como parte de sua nova estratégia corporativa.

Foi informado que a principal razão são as limitadas sinergias com o negócio principal da empresa, que foi criada em junho.

A unidade de negócios, que fornece produtos e serviços para a reciclagem de metais e lixo sólido, gerou vendas de US$ 183 milhões em 2019, e uma margem EBITDA de cerca de 6%.

De acordo com os novos objetivos da Metso Outotec, as margens EBITDA deverão ficar aimda de 15%, num esforço para que a finlandesa chegue a “um novo nível de lucratividade”.

O presidente e CEO da empresa, Pekka Vauramo, afirmou que “tomamos a decisão estratégica de sair do negócio de reciclagem”.

“Concluímos que, mesmo que a economia circular e outros drivers de mercado ofereçam oportunidades para o desenvolvimento do negócio de reciclagem, tem sinergias limitadas com o negócio principal da nova Metso Outotec, que por isso não será a melhor proprietária deste negócio a fim de aproveitar inteiramente suas oportunidades”.

“Portanto, começamos preparativos para sair do negócio. Estou confiante de que encontraremos uma boa solução tanto para a Metso Outotec como para o negócio de reciclagem e seu pessoal”, disse.

Pekka Vauramo continuará como presidente e CEO da empresa até o final de 2023. Também se comunicou que as vendas do terceiro trimestre caíram 8% (US$ 1,15 bilhão) contra o US$ 1,26 bilhão obtidos pelas duas companhias separadamente no mesmo período de 2019.

Mesmo assim, a Metso Outotec gerou lucro de US$ 242 milhões do início do ano até agora. Em 2019, neste mesmo período o lucro havia sido de US$ 384 milhões.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters