O Grupo Manitou, da França, obteve vendas 35% menores na primeira metade do ano, comparando-se com o mesmo período do ano passado. O valor total de vendas foi de €762 milhões. Observando-se somente o segundo trimestre, as vendas do grupo caíram 41% na comparação interanual.

A divisão de manipulação de materiais e acesso (MHA) reportou vendas no semestre 40,2% menores, com €496,5 milhões. As vendas do grupo caíram em todas as áreas geográficas e em todos os mercados onde seus equipamentos se inserem – construção, agricultura e industrial.

A receita operacional da divisão caiu 71,3% e ficou em €20,6 milhões, o que representou 4,1% das vendas. Há um ano, este número havia sido de €71,6 milhões, e representava 8,6% das vendas.

Com o lançamento de novas linhas de produto da divisão MHA na Índia, a companhia anunciou que as atividades de montagem no Brasil serão paralisadas em agosto.

O CEO da Manitou, Michel Denys, disse que “acreditamos que a crise se prolongará para além de 2020, e que a meta de receita operacional de mais de 8% das vendas, que tínhamos para 2020, não será atingida na data inicialmente pensada”.

Várias medidas de contenção de custos foram tomadas desde o início da crise sanitária pela Manitou, entre elas uma contundente decisão de suspender o pagamento de €30 milhões em dividendos, o que havia sido anunciado poucas semanas antes da pandemia.

“Depois de uma turbulência entre meados de março e meados de maio, a recuperação foi interessante em junho. O mercado de agricultura continua sendo o mais próspero, enquanto industrial e construção tiveram quedas mais fortes, particularmente entre as locadoras, cujas perspectivas comerciais para o restante de 2020 e 2021 continuam negativas”.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters

Temas