Porto de Salaverry deverá ter sua capacidade duplicada.

Salaverry

O governo peruano assinou a concessão do Terminal Portuário Multipropósito de Salaverry, a norte de Lima, para o Consórcio Internacional Salaverry.

O projeto, que implica investimentos de cerca de US$ 216 milhões, compreende a reparação dos molhes 1 e 2, ampliação da superfície, dragagem inicial, instalação de silos para cereais, armazéns e pátios para granéis sólidos, além de um armazém para concentrados minerais. Haverá reformas do armazém de açúcar, do sistema elétrico, do edifício administrativo, do sistema de água e escoamento, além de remodelações em pistas e acessos.

Além disso, o projeto prevê também uma nova zona de carga, que incluirá 12 silos, novos armazéns para açúcar, minerais e soja, todos com capacidade de 30 mil toneladas, exceto pelo de soja que será de 20 mil toneladas.

A superfície disponível para contêineres será de cerca de 20 mil metros quadrados. Também prevê habilitar duas áreas com um total de 13,5 mil metros quadrados para acúmulo de cargas em chão.

A concessão de 30 anos ao consórcio tem o objetivo de levar o porto de Salaverry a alcançar uma posição de liderança na operação de todo tipo de cargas no Peru, competindo com os portos de Callao e Paita por cargas agropecuárias e minerais.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters