Liebherr mostra-se otimista com relação a este ano. Segundo Stefan Heissler, membro da diretoria da companhia, o grupo espera um crescimento moderado durante o presente ano, "otimismo baseado nas previsões do IMF de um crescimento de 3,4%".

Este resultado acontece depois  de uma queda durante o ano passado, quando o grupo obteve vendas por 9.009 milhões de euros em comparação com os 9.237 milhões de euros faturados em 2015. Apesar da queda, o executivo comentou que "considerando a situação econômica e política, acreditamos que é um sucesso".

Segundo explicou Pitzer, os equipamentos de construção e mineração (movimento de terra, mineração, gruas móveis, gruas torre e tecnologias de concreto) sofreram uma queda, enquanto que os outros setores se mantiveram bastante planos. 

Com relação às regiões, América, África e Extremo Oriente apresentaram quedas. O Meio Oriente e o Oriente Próximo mantiveram-se estáveis e só a Europa apresentou crescimento.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters