Brasil: infraestrutura

Uma pesquisa realizada pela consultoria de mercado KPMG do Brasil mostra que o impacto da pandemia sobre o setor de infraestrutura não foi tão dramático como sobre outros setores da economia.

Dentre os empresários e executivos pesquisados pela empresa, os que têm alguma relação com a infraestrutura se mostraram otimistas com relação ao futuro.

33% deles afirmaram que o faturamento de suas empresas deverá crescer em 2020 entre 10% e 25%. Um terço deles disse que o resultado de 2020 deve ficar igual ou muito similar aos que se registrou no ano anterior, e finalmente um outro terço prevê queda nas receitas de suas empresas.

Um cenário muito diferente do que se esperava no início da pandemia. Ao responder sobre o ano de 2021, no entanto, metade dos empresários e representantes de empresas afirmou que o faturamento crescerá entre 10% e 25%, enquanto 33% deles disseram esperar um crescimento da ordem de 10%.

O restante é ainda mais otimista com relação a 2021, prevendo crescimento de mais de 25% em seus negócios.

A agenda de concessões do Ministério da Infraestrutura seguramente é o que abre espaço para estas previsões. No entanto, mesmo sem que ela avance a passos rápidos, o ministério vem executando obras pequenas e médias com orçamento público, que foi poupado de contingenciamentos significativos este ano, ao contrário de outras áreas do governo.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters