Negócio pode vir a criar a maior cimenteira do Chile.

bsa

O grupo de investimento chileno Hurtado Vicuña, que adquiriu a maioria das ações da cimenteira de seu país Polpaico, propôs aos acionistas uma fusão da Polpaico com a marca que já detinha no ramo cimenteiro, a Cementos Bicentenario (BSA). 

A Hurtado Vicuña ten 57,1% da propriedade da Poplaico desde quando conseguiu um acordo com a LafargeHolcim para lançar uma Oferta Pública de Ações que lhe permitiu ter maior participação que a multinacional. Agora, a LafargeHolcim tem 54,32% da Polpaico.

A proposta foi apresentada ao diretório do grupo, que aprovou por unanimidade convidar a empresa Gamma Cementos II, que é a matriz da Cementos Bicentenario, para uma exposição de detalhes dos planos de fusão. Esta apresentação deve ocorrer até o fim de março.

O problema de uma possível fusão pode estar na participação dos minoritários, que são a peruana Minera Volcán y Megeve, e a família Solari Donaggio, que detêm 20% e 6% de participação na BSA, respectivamente.

Se a fusão realmente acontecer, a empresa resultante será a maior cimenteira do Chile, ultrapassando as líderes de mercado atualmente, que são Cemento Melón e Cementos BíoBío.

Fontes do mercado afirmam, no entanto, que dificilmente tal negociação poderá acontecer sem desinvestimentos da parte da nova companhia. Comenta-se que 26 unidades de produção de concreto da BSA poderão ser vendidas à concorrência como forma de evitar a concentração do mercado.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters