Projeto de transposição de rio envolve tuneladoras Herrenknecht.

Depois de oito semanas de ter chagado a Arequipa, sul do Peru, começou a operar a máquina perfuradora de túneis TBM que vai produzir os túneis do projeto Majes-Siguas II, através do qual se canalizarão águas do rio Apurímac para o rio Colca, projeto que vai gerar 90 mil novos empregos diretos e 27 mil indiretos.

Majes siguas

Com 1,1 mil toneladas de peso, a tuneladora alemã da Herrenknecht (fabricada na China) chegou em partes no porto de Matarani na primeira semana de setembro, e foi montada no local da obra, a 4,2 mil metros acima do nível do mar, com participação de técnicos da Alemanha, da Espanha e os peruanos.

O primeiro túnel que será construído é o Transandino, com 9,5 quilômetros, e em seguida será o túnel Pucará, com 6,3 quilômetros. Ambos conformarão a Transposição Angostura-Colca, que permitirá levar 30 metros cúbicos de água por segundo captados na Represa de Angostura, que também está em obras e faz parte da Fase 1 do projeto Majes-Siguas II.

Além de perfurar e retirar o material sobrante com uma cinta transportadora, o equipamento também vai colocando as aduelas de concreto que revestirão as paredes do túnel, a fim de dar-lhes maior estabilidade. Sua velocidade de alcance flutuará entre os 20 e 81,6 metros diários, dependendo da dureza da rocha que é encontrada adiante.

Construída com uma liga de aço e molibdênio, a cabeça de perfuração desta tuneladora conta com 34 cortadores, que girarão de maneira coordenada na perfuração da rocha sólida da cordilheira dos Andes.

A Fase 2 compreende a construção de mais um túnel por um outro equipamento que chegará ao país em 2018. Com 12,8 quilômetros de extensão prevista e capacidade de 23 metros cúbicos por segundo, esta será a Transposição Lluclla-Siguas, e compreende um sistema de condução e distribuição de água no destino.

Majes siguas 2

Na cerimônia de início das operações, realizada no dia 5 de novembro, estiveram presentes o presidente do Peru, Pedro Pablo Kuczynski, seu vice Martin Vizcarra, a ministra da Economia Claudia Copper, o ministro da Agricultura José Hernández, a ministra da Mulher Ana María Choquehuanca, a governadora de Arequipa Yamila Osorio e outras autoridades locais, regionais e nacionais.

Além disso, estiveram presentes representantes da Concessionária Angostura Siguas, integrada pelas empresas Grupo cobra e Cosapi, que estão também a cargo da execução das obras. A participação da Cosapi foi liderada por seu gerente geral, engenheiro Lizardo Helfer.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters