A Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat) divulgou que o resultado setorial de fevereiro foi uma queda nas vendas de 1% em relação a janeiro.

No que se refere a receitas, o conjunto de empresas brasileiras que produzem materiais de construção faturou 4,3% menos em fevereiro do que no mês anterior.

A associação relacionou o fato negativo com a pandemia do Coronavírus, embora em fevereiro o problema ainda não tivesse chegado ao país.

“A deflagração da pandemia da COVID-19 tem tido efeitos negativos na economia mundial no Brasil. Além da grande instabilidade nos mercados financeiros há também um temor pelo maior arrefecimento da atividade econômica por conta dos efeitos da pandemia sobre as cadeias globais de valor. Aguardaremos os desdobramentos da situação para avaliar seus reais impactos no setor”, disse Rodrigo Navarro, presidente executivo da Abramat.

A associação continua prevendo crescimento para o ano, mas admite que a crise da pandemia pode mudar o cenário.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters