Wacker Neuson Group_Headquarter_Munich web

A fabricante de equipamentos compactos Wacker Neuson informou queda de 25% em seu faturamento no segundo trimestre, na comparação interanual, devido aos impactos da pandemia.

Com isso, o faturamento do primeiro semestre da marca alemã de equipamentos compactos caiu mais de 16%, enquanto os lucros antes de juros e impostos (EBIT) caíram mais de 40% no primeiro semestre (de US$ 102,3 milhões para US$ 59,8 milhões).

Com vendas no segundo trimestre por um valor de €385,9 milhões (US$ 462,4 milhões), a empresa registrou receita de €796,7 milhões (US$ 945,8 milhões) durante os primeiros seis meses do ano, o que se compara com os €952,6 milhões (US$1,31 bilhão) em 2019. Os piores desempenhos vieram das Américas e Ásia-Pacífico.

“Depois de um começo de ano positivo em 2020, a situação econômica sofreu uma forte recessão devido à rápida propagação do coronavírus”, disse o CEO, Martin Lehner. “Os bloqueios generalizados criaram condições extremamente desafiadoras para o nosso negócio, e interromperam as cadeias de suprimento. As interrupções da construção afetaram nossos clientes e o alto grau de incerteza a respeito do futuro tiveram impacto claramente negativo no comportamento do investimento na indústria”, acrescentou.

A empresa disse que a região da América foi particularmente afetada pela pandemia, deprimindo as receitas do primeiro semestre em 38%, já que os principais clientes, entre os quais estão locadoras, adotaram uma postura extremamente cautelosa.

A região Ásia-Pacífico registrou receitas 24,2% menores, embora a China tenha visto um melhor segundo trimestre depois que a produção foi retomada em abril.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters