Projeto de 400 km desperta interesse internacional.

TREN PLAYERO

Modelo do trem que se adotará.

Três empresas apresentaram propostas para o projeto Tren Playero, ferrovia que unirá as cidades de Manta e Daule, no Equador. As interessadas são a espanhola Renfe, a Oficina Comercial da Coreia do Sul, e a China Civil Engineering Construction Corporation (Ccecc). As informações são do Ministério de Transportes e Obras Públicas do governo de Lenin Moreno.

A nova ferrovia terá 400 km e um orçamento inicial previsto em US$ 762 milhões. As três empresas até o momento interessadas no projeto propuseram revisar os estudos de viabilidade já produzidos pelo governo. Mas a partir que seu trabalho se conclua, haverá uma nova rodada de recepção de propostas.

“Esta informação será publicada no exterior, e uma vez que esteja disponível, em 27 de fevereiro, outros interessados poderão apresentar propostas”, disse o subsecretário de Transportes Terrestres e Ferroviários do Equador, Paul Hernández. “O interesse vai ser despertado quando as empresas conhecerem o real traçado, o quanto vai custar, qual vai ser a demanda, quais os benefícios para o Estado e quais para os privados”, acrescentou.

A previsão do Estado é não desembolsar dinheiro público na obra, através da assinatura de um contrato de PPP. A licitação deverá ser concluída entre março e abril deste ano. A previsão de entrega da obra seria o mês de fevereiro de 2021.

A ferrovia servirá tanto para passageiros como para carga. Uma viagem com passageiros levaria no máximo 440 pessoas a uma velocidade de 140 km/h, enquanto o trem de carga circulará a velocidade de 80 km/h com o máximo de 600 toneladas.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters