deutz logo

A Deutz registrou uma redução geral do seu desempenho econômico no primeiro semestre de 2020, devido à pandemia. A carteira de novos pedidos caiu, no período, 34,6%, ficando em € 623,6 milhões.

Na primeira metade do ano, a fabricante alemã vendeu 73.859 motores, 27,3% menos do que no primeiro semestre de 2019.

Segundo a empresa, a demanda foi derrubada pela opção de seus distribuidores em continuar vendendo o estoque acumulado antes de que novas regulações de emissão entrassem em vigor. Esse efeito já vinha de 2019, e foi agravado com a pandemia este ano.

Como resultado deste conjunto de adversidades, o Grupo Deutz reportou um prejuízo operacional de €49,9 milhões no primeiro semestre de 2020.

As operações comerciais sofreram significativo impacto no segundo trimestre, com fechamento temporário da produção e introdução de jornadas de trabalho menores. “Não podemos ignorar os efeitos adversos da pandemia do coronavírus na economia mundial, assim como no nosso negócio de motores”, afirmou Frank Hiller, diretor executivo da Deutz. “Atualmente, ninguém pode prever de maneira segura como vai se desenrolar esta crise. Apesar da situação atual, acreditamos que estamos no caminho certo para chegar aos nossos objetivos de médio prazo”, acrescentou.

Comentando sobre a reestruturação de custos da Deutz, o diretor disse que “para sermos competitivos a longo prazo, é vital que revisemos regularmente nossos processos e estruturas. Fizemos isso e esperamos que a implementação deste plano de ação gere economias anuais de cerca de €100 milhões a partir do final de 2022”.

Razões

O menor número de pedidos foi devido não apenas à crise da pandemia, mas a um efeito de alta no número de pedidos no período imediatamente anterior, quando os clientes atualizaram suas frotas com novos motores antes que a nova regulação de emissões entrasse em vigor.

Neste ano, os segmentos de construção, manipulação de materiais, maquinário agrícola e equipamentos estacionários registraram reduções porcentuais de dois dígitos nos novos pedidos.

Já o segmento de aplicações viárias e a divisão de serviços registraram novos aumentos, de 16,4% e 0,8% respectivamente. O forte aumento na aplicação viária foi em resposta a um crescente pedido por sistemas de transmissão para veículos ferroviários.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters

Temas