A atividade de construção no México já vinha percebendo un cenário negativo antes da pandemia, e a chegada da crise sanitária não fez mais do que aprofundar o mal momento. Em março deste ano, a construção mexicana se contraiu 2% em relação a fevereiro, registrando assim 12 meses consecutivos de números negativos e chegando aos piores níveis de produção desde 2006.

Em termos anuais, a construção do país registrou em março um nível negativo histórico, com queda de 17,1% em relação ao mesmo mês do ano passado.

E o mais grave dessas estatísticas é que, em março, o país ainda não havia implementado medidas para restringir a propagação do Covid-19, em razão do que não há nenhum otimismo com relação aos resultados setoriais de abril.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters