País vai aumentar em 14,4% a quantidade de esgoto tratado. 

costa rica

Na primeira quinzena de janeiro, o Banco Centroamericano de Integração Econômica (BICE) concedeu à Costa Rica um empréstimo de US$ 55 milhões para financiar a maioria dos programas de saneamento da cidade de Limón, na costa caribenha deste país. Em contrapartida, o Instituto Cortarriquenho de Aquedutos e Saneamento (AyA) e o Serviço Nacional de Águas Subterrâneas e Irrigação (SENARA) vão aportar US$ 1,5 milhão extra para o projeto sanitário.

O projeto compreende a construção de 7.776 conexões domiciliares à rede de esgoto, a construção de um sistema de mitigação de inundações, 10,3 quilômetros de tubulações, 24 estações de bombeamento e 65,8 quilômetros de rede de água para abastecimento das novas conexões instaladas.

Com isso, a quantidade de esgoto tratado na Costa Rica aumentará 14,4%, o que terá impactos positivos sobre a saúde da população e reduzirá a contaminação ambiental. E o número de residências conectadas à rede de esgoto passará de 323.942 a 331.718.

 

 

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters