Projeto tem dois túneis, um deles com 8,2 quilômetros.

O Instituto para o Desenvolvimento de Antioquia (um estado da Colômbia) e a Secretaria de Infraestrutura local assinaram um convênio para agilizar a gestão, administração e pagamento dos recursos provenientes do direito de conectividade, graças ao qual poderá ser garantida a conclusão da Conexão Viária Aburrá Oriente – Tunel do Oriente e suas obras complementares.

 

Este convênio prevê o desembolso pelo instituto de até US$ 40 milhões para a conclusão da obra, que uma vez terminada reduzirá os tempos de conexão rodoviária entre o Vale do Aburrá e o Vale de San Nicolás, de 45 minutos para 18.

“Através das gestões do governo de Antioquia pôde-se acessar uma fonte de recursos provenientes da Aeronáutica Civil que chegarão pouco a pouco através de uma taxa aeroportuária para o financiamento da obra. Mas graças à operação financeira realizada pelo instituto poderá ficar disponível imediatamente o recurso, e o governo poderá liberar valiosos recursos que permitirão executar outros projetos do plano de desenvolvimento 2016-2019 Antioquia Pensa Grande”, disse a entidade em comunicado.

O custo estimado do Túnel Oriente é de US$ 350 milhões, e devido à sua localização estratégica se constitui em uma das obras de engenharia mais importantes em execução atualmente na Colômbia. A conexão viária se compõe de dois túneis, um de 800 metros e outro de 8,2 quilômetros. Começa na Vía de las Palmas e termina no município de Sajonia. O avanço das obras está em 60%.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters