One Terex AC 350/6 and one Terex AC 500-2 contributed to the construction of the Monterrey Metro in

One Terex AC 350/6 and one Terex AC 500-2 contributed to the construction of the Monterrey Metro in Nuevo León, Mexico

Gustavo Arballo, presidente da Câmara Mexicana da Indústria da Construção (CMIC), afirmou em uma entrevista a meios de comunicação de seu país que, apesar de que ainda não tem os últimos valores, a atividade da construção sofreu uma queda no primeiro bimestre no México. Isto devido a fatores como os cortes orçamentais, o incremento dos preços dos combustíveis e dos principais insumos para a construção, o aumento do salário mínimo e das taxas de juros, devido à insegurança com o novo governo dos Estados Unidos e pela falta de mais licitações nas obras públicas.

É por isto que se estima que a construção no México poderia entre cair 1% e crescer 0,5% durante 2017. Diante desta situação, Arballo defendeu a ideia de buscar oportunidades através de esquemas como as parcerias público-privadas, para de esta forma impulsionar o setor e criar mais empregos.

O dirigente empresarial lembrou, ainda, que no ano passado a indústria registrou um aumento de 1,8%.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters