Skanska highway 44 image

A rodovia 44 da Suécia, objeto do estudo.

Um estudo de duas universidades suecas concluiu que as emissões de carbono da construção podem se reduzir à metade, através da utilização de tecnologias já disponíveis atualmente.

A pesquisa, realizada pela Universidade Tecnológica de Chalmers e pela Universidade de Gotemburgo, também afirma que o setor tem potencial de chegar ao estado de quase zerar as emissões em 2045.

Intitulado Mistra Carbon Exist Project, o estudo se baseou em um trecho de 8 km da rodovia 44 da Suécia, entre Lidköping e Källby, obra que foi responsabilidade da construtora Skanska e teve conclusão no ano passado.

O projeto foi um dos primeiros a implementar o cálculo climático completo da Agência de Transportes da Suécia. Em outras palavras, a agência decompôs todos os materiais e atividades utilizados no projeto, designando para cada parte do projeto um número total de impacto climático.

“Usamos o cálculo do clima da empreiteira Skanska como matéria prima para decompor as emissões por materiais e atividades, e então analisamos o quanto cada elemento poderia ser reduzido. Que materiais se usam? Como são produzidos? Que alternativas estão disponíveis e como podem se desenvolver estas alternativas até 2045?”, disse Ida Karlsson, estudante de doutorado de Chalmers.

Os pesquisadores do projeto demonstraram que as emissões poderiam ser reduzidas em 50%, usando tecnologias que já estão no mercado. Exemplificaram com:

Emissions on Highway 44

As emissões decompostas conforme a origem

  • · Otimização do transporte
  • · Reciclagem e reutilização de material de escavação, asfalto e aço.
  • · Eficiência de material e otimização de projeto.
  • · Substituição do cimento à base de clínquer como elemento ligante do concreto. 

1-s2.0-S1364032119308573-gr7

Possíveis reduções de agora a 2045

“Se pudermos otimizar o transporte de materiais, material de escavação e rejeitos… podem-se conseguir bons ganhos”, disse Karlsson.

O grupo também postulou que, com um enfoque em soluções transformadoras (aquelas que demandam tempo e investimentos significativos para serem desenvolvidas), o setor tem o potencial de zerar liquidamente as emissões em 2045.

O estudo “Alcançando emissões líquidas de carbono zero nas cadeias de suprimento da construção – Análise de um projeto de construção rodoviária na Suécia” foi publicado na revista Renewable and Sustainable Energy Reviews.

 

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters

Temas