capac1

O presidente da Câmara Panamenha da Construção (Capac), Jorge Lara, solicitou ao governo de Laurentino Cortizo definições sobre as obras de infraestrutura pública que deviam ser reativadas no começo deste mês, e manifestou “preocupação e frustração em que estão as empresas afiliadas a esta associação de construtores”.

Segundo o plano de retomada das atividades do Panamá, as obras de infraestrutura pública deveriam ter sido retomadas a partir de 1º de junho, mas segundo a Capac as empresas do setor não receberam nem resposta às suas solicitações de que o governo identificasse as obras consideradas prioritárias.

O Ministério de Obras Públicas do país pediu à pasta de saúde a reativação de 29 projetos, dos quais cinco deveriam retomar obras em 1º de junho. O setor de construção do Panamá está parado desde o dia 25 de março.

“Nos programamos e adiantamos ações relacionadas com as medidas de higiene e saúde aplicáveis às empresas, como forma de mitigar o possível contágio pelo vírus, mediante o cumprimento de normas ditadas pelo Ministério da Saúde”, indica a carta assinada por Lara.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters