Segundo estimativas do Tribunal de Contas do Panamá, a construção cresceu 8,3% no ano passado. Este aumento deve-se à execução de obras públicas e privadas, projetos residenciais e de infra-estrutura.

Consideradas por setores, as obras residenciais registraram um aumento de 25,6%, enquanto que as não residenciais diminuíram 5,3%. As obras de infra-estrutura subiram 29,2%. As licenças de construção reduziram-se 3,2%, a produção registrada de concreto baixou 12,8% e a produção de cimento baixou 5,1%.

Durante este ano, o Ministério de Economia e Finanças (MEF) do Panamá afirma que deverá continuar o dinamismo daquela atividade, impulsionada em grande parte pela execução de projetos de investimento público. Entre estes, vale ressaltar a continuação da construção da terceira ponte sobre o Canal do Panamá, um investimento de US$570 milhões e a construção da Linha 2 do Metro da Cidade do Panamá.

Entre as obras privadas, destaca-se a primeira central de geração elétrica a partir de gás natural da América Central e o projeto Cobre Panamá, ambas as iniciativas localizadas na província de Colón.

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Inscreva-se grátis

Newsletters

O Informativo Semanal de Construção conta com as últimas notícias da indústria mundial, proporcionando uma grande quantidade de informação aos profi ssionais da construção.

Vá a Newsletters